batata-iluminação-lâmpada

 

Pesquisadores da Universidade Hebraica de Jerusalém constaram que uma batata cozida tem potência suficiente para iluminar um ambiente por 40 dias.

Utilizando uma batata cozida, conectada a placas de cobre e zinco, é possível fornecer energia 50 vezes mais potente do que pilhas alcalinas tipo AA. Na verdade, a batata não é, em si, fonte de energia, mas age como uma ponte salina entre os dois metais, permitindo que a corrente elétrica circule livremente, fornecendo energia.

As batatas não são as únicas ricas em eletrólitos, morangos e bananas também podem formar uma reação química, porém as batatas foram escolhidas porque podem ser armazenadas durante meses sem atrair insetos, além disso, os cientistas descobriram que ao serem cozidas durante 8 minutos e cortadas em 4 a 5 fatias, eleva a produção de energia, tornando-a ainda mais eficiente.

 

E porque elas ainda não são utilizadas pelo mundo todo como fonte de energia?

 

Alimento presente em diversos países, barato, fácil de estocar e que dura por muito tempo. Para muitas pessoas sem acesso a energia, essa poderia ser a solução.

No entanto, segundo as autoridades, com tanta fome no mundo, o uso de alimentos para gerar energia não é a solução ideal.

Além disso, mesmo que essa técnica seja economicamente viável, determinados países, que prezam o status social, provavelmente não irá trocar um painel solar por uma bateria a base de batata.

 

Fonte: BBC