dinamarca-energia-eolica

Ventos de velocidade elevada fizeram com que a Dinamarca atendesse todas as suas necessidades energéticas, com geração de eletricidade sobrando para outros países.

Em um dia excepcionalmente ventoso na Dinamarca, quinta-feira 09 de Julho, o país produziu 116% do total de suas necessidades energéticas, a partir de turbinas eólicas. Às 3h do dia seguinte, quando a demanda de eletricidade caiu, esse número tinha aumentado para 140%.

Tanta produção de energia eólica permitiu não só atender a sua demanda de eletricidade, como também exportar essa energia para a Noruega, Alemanha e Suécia. As interligações energéticas permitiram que os 80% de energia excedente fosse compartilhado igualmente entre a Alemanha e a Noruega, que podem armazená-la em sistemas hidrelétricos para uso posterior. Suécia ficou com a energia restante.

“Isso mostra que um mundo movido 100% por energia renovável não é nenhuma fantasia”, disse Oliver Joy, um porta-voz da European Wind Energy Association. “A energia eólica e as renováveis ​​podem ser uma solução para a descarbonização – e também a segurança do abastecimento em momentos de alta demanda.”

As informações foram fornecidas pelo site dinamarquês Energinet, que atualiza números relacionados com as energias renováveis do país, minuto a minuto. O site mostra que as centrais eólicas da Dinamarca nem sequer estavam operando em sua capacidade máxima, que é de 4.8 kW no momento dos elevados picos.

Fonte: The Guardian