naoreciclaveis

 

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, nosso País produz cerca de 240 mil toneladas de lixo e a maioria é descartado de forma irregular, no momento apenas 18% das cidades contam com o serviço de coleta seletiva.

Iniciativas como a separação dos resíduos recicláveis faz com eles tenham a chance de um destino correto, e assim diminuir os impactos ao meio ambiente.

Porém, muitos resíduos não podem ser reciclados depois que não os queremos mais, alguns por terem elementos que não são separáveis e outros
por serem compostos de substâncias químicas. Muitas pessoas ainda não sabem o que é reciclável e por falta de conhecimento acabam misturando esses resíduos e dificultando o processo de reciclagem.

Para que você insira essa prática no seu dia a dia, vamos ajuda-lo a fazer a separação de seu lixo doméstico de forma correta.

 

O que não pode ser reciclado:

 

Fotografias – possuem uma mistura de papel com plástico e não são separáveis.

 

Papéis – celofane, vegetal, carbono e sujos e engordurados não recicláveis pois possuem substâncias que não são separáveis.

 

Chapa de raio-x- seu plástico é misturado á elementos químicos e não podem ser reciclados para evitar que contaminem os demais resíduos.

 

Porcelana – seu vidro é misturado a outros elementos químicos, isso impede que seja reciclado e transformado em outros objetos.

 

Espelho – o vidro utilizado é misturado ao nitrato de prata e sua separação é difícil tornando sua reciclagem pouco praticada.

 

Embalagens de iogurte, margarina e demais, feitas de plásticos moles – não são reciclados, pois já possuem pouco plástico em sua composição, tornando a reciclagem não muito viável financeiramente.

 

Esponja – esponjas de limpeza são altamente inflamáveis e quando queimadas produzem fumaça tóxica.

 

Metais – como embalagens de aerosol, latas de tinta  não são recicláveis por conterem substancias químicas em seu interior capazes de contaminar outros resíduos.

 

Foto: Divulgação 

Fonte: Ministério do Meio Ambiente