a-importância-da-preservação-das-florestas

Segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, mais de 1 bilhão de pessoas dependem das florestas para abrigo, trabalho, alimento, água, medicina e segurança. As florestas são as responsáveis pelo equilíbrio e estabilidade ambiental do planeta, pela absorção de carbono, pelo controle dos nossos recursos híbridos e servem como habitat para inúmeras espécies.

“As florestas fornecem alimentos, bens e serviços que são essenciais para a sobrevivência e o bem-estar de toda a humanidade”, disse o diretor assistente da FAO Eduardo Rojas-Briales. Sem elas não existiria nenhuma plantação, pois são as responsáveis pelo fornecimento de recursos essenciais como a chuva, retenção de água potável e de água para as irrigações.

No período de 2000 a 2010, o Brasil foi o que sofreu a maior perda líquida das florestas, cerca de 4,0 milhões de hectares por ano, considerando que o Brasil abriga a maior biodiversidade do planeta – mais de 20% no número total de espécies da terra, faz com que essa perda se torne inestimável. Mesmo sendo o país com a maior concentração de biodiversidade, possuindo atualmente, mais de 80% de nossas florestas primárias (nunca explorada ou influenciada direta ou indiretamente pelas atividades humanas), o aumento do índice de desmatamento é preocupante, uma vez que as florestas primárias são insubstituíveis.

A perda de cobertura florestal, assim como a extinção de diversas espécies de árvores, é uma ameaça crescente que tem como principais causas o corte de árvores devido à exploração madeireira, muitas vezes ilegal, a agricultura e a agropecuária. Estudo feito pela ONU alerta sobre a importância do desenvolvimento de ações para administrarmos as florestas e seus recursos genéticos, para que a biodiversidade genética seja mantida para nossas futuras gerações.

Preserve as Florestas, elas são vitais para a sobrevivência e bem-estar de toda a humanidade.

Fonte: PNUMA (Programa das Nações Unidas para o meio ambiente), ONU (Organização das Nações Unidas) – Relatório “O Estado dos Recursos Genéticos das Florestas do Mundo”, Ministério do Meio Ambiente.