Quer montar seu próprio terrário, mas não sabe por onde começar?

 

Terrários são como mini-ecossistemas dentro de recipientes transparentes, normalmente de vidro, onde é possível simular um pequeno jardim e observar o desenvolvimento das plantinhas.

Além de fáceis de cultivar e da baixa manutenção, é possível criar lindas paisagens para decorar os ambientes.

 

O que você vai precisar

 

Separe seus materiais. Imagem: Erinna Giblin

 

  • Um recipiente de vidro
  • Carvão ativado
  • Solo (para suculentas ou para plantas tropicais)
  • Um pauzinho
  • Pinça
  • Garrafa de spray de névoa fina
  • Pedras decorativas, areia e figurinhas
  • Mini suculentas ou tropicais

 

Escolha as plantas certas

 

Escolhas as plantas ideais para um terrário. Imagem: Erinna Giblin

Para os modelos fechados com tampa – que retém umidade, as espécies mais indicadas são as tropicais, já que se adaptam melhor a ambientes úmidos.

Para os modelos abertos, o ideal são plantas mais resistentes, como as suculentas e os cactos, que não requerem muita manutenção e são perfeitos juntos.

Dê preferência as plantas mais encorpadas e de cores vivas para que seu terrário fique ainda mais bonito e, principalmente, as que se ajustem melhor às dimensões de seu recipiente.

Vamos começar

 

Etapa 1

Primeira camada leva areia e seixos. Imagem: Erinna Giblin

Com o recipiente de vidro já limpo e seco crie a primeira camada utilizando areia e os seixos decorativos. Essa camada servirá como uma drenagem, que é essencial para o sucesso do seu terrário. O ideal é não ultrapassar um terço de altura.

 

Etapa 2

Adicionar uma camada fina de carvão. Imagem: Erinna Giblin

Em seguida, despeje uma camada fina de carvão, cerca de 1cm.

 

Etapa 3

Seja generoso ao adicionar solo. Imagem: Erinna Giblin

Comece a adicionar o solo em seu recipiente. Seja mais generoso com esta camada do que a primeira, já que sua planta precisa de matéria suficiente para crescer – algumas plantas irão desenvolver extensas raízes.

Pressione a terra com os dedos para que fique mais compacta.

 

Etapa 4

Com um pauzinho ou com os próprios dedos faça covas em onde você pretende fixar sua planta.

 

Etapa 5

Remova cuidadosamente a planta do vaso em que se encontrava. Imagem: Erinna Giblin

Remova as suas plantas dos vasos e delicadamente afrouxe suas raízes.

 

Etapa 6

Coloque sua planta em sua nova casa. Imagem: Erinna Giblin

Plante suas plantas dentro do vaso.

Se suas plantas e recipiente são bastante pequenos, uma pinça pode ajudá-lo a posicionar todos os elementos.

Use a ponta de uma pazinha para espremer o solo em torno da base de suas plantas.

Certifique-se de manter a planta longe dos lados do seu terrário, porque eles são susceptíveis de queimar em um dia quente.

 

Etapa 7

Miniaturas deixam a paisagem ainda mais realista. Imagem: Erinna Giblin

Espalhe uma camada final de pedriscos decorativos ou areia, e adicione algumas miniaturas para dar mais realidade a sua mini paisagem.

 

Etapa 8

Suculentas se adaptam melhor em ambientes iluminados. Imagem: Erinna Giblin

Encontre um local ideal para colocar seu terrário.

 

Etapa 9

Caso o recipiente tenha ficado sujo após a montagem, basta borrifar água nas paredes internas e secar com um papel macio.

Uma planta feliz é uma planta saudável

 

Um terrário saudável feliz lhe dará anos de alegria. Imagem: Erinna Giblin

Agora que seu terrário já está montado, é preciso tomar alguns cuidados para que você possa apreciá-los por muitos anos.

Suculentas e cactos

  • Suculentas e cactos precisam de luz brilhante para viver, mas nem todas podem ficar expostas ao sol por muito tempo. O ideal é observar sua planta e ver como ela se adapta melhor ao ambiente. A princípio, escolha um lugar onde suas suculentas possam desfrutar de muita luz indireta e sol apenas no período manhã e da tarde, e aos poucos vá deixando-a no sol durante o dia todo e veja como elas reagem. Mas cuidado com dias onde o sol está muito quente, pois elas não são livres de queimaduras. Só assim você saberá qual o clima elas gostam mais e poderá oferecer o ambiente ideal;
  • Elas precisam de circulação de ar frequente, por esse motivo os recipientes devem ser abertos;

 

Plantas de interior

  • Plantas de interior ficam melhor em pontos menos iluminados, para que não sequem muito rapidamente;
  • Estas variedades também se adaptam melhor em recipientes com aberturas menores, você pode até mesmo colocar uma tampa sobre elas, criando uma espécie de estufa para que se tornem autossuficientes.

 

Como regar

  • Durante a fase de crescimento (primavera / verão), regue somente quando o solo estiver seco;
  • Durante o período de dormência (outono / inverno), regue com moderação;
  • Use uma fórmula leve e gentil uma vez por mês para fertilizar;
  • Verifique o nível de umidade do solo com o dedo regularmente;
  • Nunca use limpador de vidro químico no interior do terrário – isso poderia adoecer as plantas.

 

Erros mais comuns no terrário

 

Combinar suculentas com plantas de habitação não-desérticas – as plantas de interior têm necessidades diferentes de nutrientes do que as suculentas, que precisam de sol e água.

Excesso de água para suculentas – a podridão das raízes pode matar toda a planta. Então deixe o solo secar entre regas e dê suaves borrifadas de água somente na superfície da planta uma vez por semana.

Crescimento de suculentas em terrários fechados – o ambiente é muito úmido. Escolher estes recipientes apenas para variedades de plantas de interior.

Queimadura solar – lembre-se, o vidro do terrário vai irradiar e amplificar os raios do sol em suas plantas. Claro que elas precisam de luz, mas você ficaria surpreso como os cactos reagem quando são cozidos pelo sol. Certifique-se de obter luz e sombra em quantidades moderadas.

 

Observe diariamente a saúde das suas plantas. Imagem: Erinna Giblin

 

Falta de água para plantas de interior – diferente das suculentas, que suportam longos períodos sem água, as plantas de interior gostam de ambientes úmidos. Se você notar encolhimento da folha, borrife água de 2 a 3 vezes por semana. Plantas de interior reagem mal se não forem regadas pelo menos uma vez por semana.

 

Vasos e potes separados para suculentas e plantas tropicais

 

Fonte: Real Estate