5-perigos-do-descarte-irregular

1. Debaixo d’água

Despejar resíduos em vias públicas pode entupir as “bocas de esgotos”- galerias pluviais que servem para escoar a água da chuva. Uma vez obstruída por acumulo de lixo, elas impedem a passagem da água, provocando alagamentos e inundações.

2. Doenças e mais doenças

O acumulo de lixo em terrenos ou em locais inapropriados geram proliferação de pragas e vetores de endemias, podendo colocar em risco a saúde da população.

3. Desmobilidade

Restos de obras e entulho, sacos de lixo e demais resíduos dispostos em vias e calçadas atrapalham a circulação e dificultam a mobilidade urbana, além de formar um cenário ruim de ver e conviver.

4. Desequilíbrio ecológico

O solo é a camada superficial do planeta, nela habita uma diversidade de seres vivos essenciais para que o equilíbrio ecológico se mantenha. A contaminação acontece através do despejo incorreto de lixo. Resíduos industriais e agentes químicos presentes em alguns rejeitos se infiltram no solo, afetando fungos, bactérias e pequenos vertebrados presentes na terra.

Além de tornar o solo infértil, essas toxinas podem chegar até o lençol freático, importante fonte de abastecimento de água.

 

5. Perigo no ar

A PNRS determinava a extinção dos lixões até agosto de 2014, o que, infelizmente, não aconteceu. O prazo foi prorrogado e agora os municípios terão entre 2018 e 2021 para fechar todos os existentes.

Enquanto isso, a geração de lixo só aumenta e grande parte vai parar nesses aterros sem tratamento. Uma das estratégias utilizadas para a diminuição do volume de resíduos é a queima, essa ação quando feita a céu aberto libera gases tóxicos em grandes quantidades na atmosfera, contribuindo com a poluição no ar.

O que fazer para solucionar o problema?

 A falta de conscientização da população fez com que o descarte irregular se tornasse um dos principais problemas ambientais enfrentados.

 Buscando oferecer serviços sustentáveis que pudessem contribuir com a solução do problema, criamos o Descarte Ecológico. O objetivo é incentivar pessoas a aderirem práticas sustentáveis em seu cotidiano de forma prática e que realmente faça diferença no meio ambiente.