dia-internacional-de-protecao-da-camada-de-ozonio

 

A camada de ozônio funciona como um escudo atmosférico para o nosso planeta. Essa camada está localizada na estratosfera, a 25 km de distancia da superfície terrestre e é composta pelo gás ozônio (03). Sem essa proteção, a Terra seria um lugar praticamente inabitável, pois o ozônio é a única substancia que absorve a radiação ultravioleta nociva proveniente do sol (raios UVB).

 

O Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio das Nações Unidas é comemorado todos os anos em todo o mundo no dia 16 de setembro. O tema do evento deste ano é “Proteção da Camada de Ozono: A Missão continua.” e marca o 27 º aniversário da assinatura do Protocolo de Montreal, tratado internacional assinado por diversos países, inclusive o Brasil, destinado a proteger a camada de ozônio e eliminar o uso de substâncias que destroem a camada de ozônio. Este tratado histórico tem sido aclamado como um excelente exemplo de cooperação global de sucesso para proteger o nosso meio ambiente.

 

Segundo o Relatório divulgado recentemente pela ONU, a Camada de Ozônio começou a dar seus primeiros sinais de recuperação, após anos de destruição. “Descobertas científicas recentes revelam a importância do Protocolo de Montreal. Sem os acordos do Protocolo e associados, os níveis atmosféricos de substâncias que destroem o ozônio poderiam aumentar em dez vezes até 2050, as ações impediram milhões de casos de câncer de pele.” Secretário Geral da ONU.

 

No entanto os desafios a serem enfrentados são enormes, ainda segundo o relatório, o aumento do nível dos gases de efeito estufas possui a capacidade de minar esses ganhos. O tema deste ano pretende mobilizar todas as partes interessadas para aumentar ainda mais seus esforços para enfrentar esses desafios.

 

 

Fonte: ONU, UNEP.