Há plantas e flores que melhoram a qualidade do sono, o nosso bem-estar e o dia a dia. A descoberta é do final dos anos 80, quando a NASA se juntou com profissionais de diversas áreas para criar um estudo sobre como as plantas em diferentes ambientes podiam purificar o ar. A pesquisa garante que as espécies comuns testadas filtram poluentes, produtos químicos tóxicos, compostos orgânicos voláteis, além de gerar oxigênio, ajudar na umidade e absorver os gases nocivos à saúde.

Jornal da Sociedade Americana de Ciência Agrícola provou que a ciência funciona e explica que os principais componentes da poluição atmosférica são frequentemente associados com o ar exterior, mas que eles também se infiltram em ambientes fechados como casas e escritórios. Tirando por base que as pessoas nos países industrializados gastam de 80-90% do seu tempo dentro de casa ou do trabalho, eliminá-los deveria ser uma prioridade para a saúde.

Apesar dos dados parecerem um pouco antigos, o documento é o mais completo e se mantém atual até a data. O projeto teve início quando a NASA buscava encontrar as melhores maneiras de limpar o ar em estações espaciais, já que os astronautas estão sempre ‘trancados’ em um pequeno espaço com ar reciclado. Precisava haver alguma solução para remover as substâncias tóxicas dali.

O estudo mostra que certas plantas são eficazes na remoção do benzeno, amoníaco, formaldeído, tricloroetileno e xileno, e podem ter efeitos benéficos na saúde, ajudando as pessoas a não terem dores de cabeça e irritação nos olhos, por exemplo.

Bill Wolverton, que hoje dirige a ONG Wolverton Environmental Services, diz que as recomendações da época continuam valendo. Ele também sugere misturar vários tipos de espécies: “como cada planta tem seu potencial, é bom ter variedade, já que algumas são melhores que outras para eliminar substâncias químicas específicas do ar”. Confira:

 

1 – ALOE VERA/BABOSA (Aloe vera):

Além de ser usada há mais de 6 mil anos para doenças, curar feridas e queimaduras, a Aloe Vera ajuda na limpeza de poluentes encontrados em produtos químicos de limpeza e tintas, como o formaldeído e benzeno. O mais legal é que, quando a quantidade de substâncias nocivas no ar torna-se excessiva, as folhas da planta apresentam manchas em tom castanho.

 

2 – GERBERA (Gerbera jamesonii):

É eficaz na remoção de tricloroetileno. É também boa para filtrar o benzeno que vem em tintas. Pode ser colocada na lavanderia, sala ou quarto – mas é preciso deixar na luz solar diretamente.

 

3 – ESPADA DE SÃO JORGE (Sansevieria trifasciata):

É eficiente na absorção de dióxido de carbono, além de liberar oxigênio durante a noite (enquanto a maioria das plantas faz este processo durante o dia). Um bom local para deixá-la é o banheiro.

 

4 – SAMAMBAIA (Nephrolepis Exaltata):

Sua avó já sabia das coisas. A samambaia funciona como um verdadeiro umidificador natural, melhorando as condições de ar dentro de casa. E por conta dessa liberação de umidade no ar, a planta remove poluentes como benzeno, formaldeído e xileno, além de fornecer ar limpo dentro das residências. E;a cresce melhor sob a luz do sol e em condições úmidas.

 

5 – CRISÂNTEMO (Chrysantheium morifolium):

As flores coloridas que você adora presentear sua mãe podem fazer muito mais do que iluminar a sala de estar dela. O Crisântemo ajuda a filtrar o benzeno, que é comumente encontrado em colas, tintas, plásticos e detergente. Esta planta ama luz, portanto é bom deixá-la perto de uma janela aberta.

 

6 – FICUS (Ficus benjamina):

Ter um ficus em sua sala de estar pode ajudar a filtrar poluentes que normalmente acompanham carpetes e móveis, tais como formaldeído, benzeno e tricloroetileno. A planta é bastante influenciada pela mudança de temperatura e de nível de luz.

 

7 – LÍRIOS DA PAZ (Spathiphyllum):

Ela está no topo da lista da NASA para a remoção das 3 substâncias tóxicas mais comuns – formaldeído, benzeno e tricloroetileno. Além disso, pode combater o tolueno e xileno. É uma das melhores para se ter dentro de casa, já que não exige muita manutenção. É recomendado mantê-la longe de correntes de ar. O lírio deve ser cultivado em lugares que não recebam a luz do sol diretamente, já que suas folhas ficam danificadas caso isso aconteça.

 

8 – SERINGUEIRA (Hevea brasiliensis):

Não dá para plantar a árvore em qualquer lugar, mas ela tem suas vantagens. É um poderoso eliminador de toxinas e purifica bem o ar. É eficiente na eliminação do benzeno, xileno e tolueno e também age contra o formaldeído e o tricloroetileno. Também pode possui grânulos que reduzem a poeira ao seu redor.

 

9 – AZALÉIA (Rhododendron simsii):

Têm a capacidade de filtrar os poluentes presentes no ar como o formaldeído proveniente de madeiras compensadas ou espumas de isolamento.

 

10 – JIBOIA (Scindapsus aures):

Capaz de limpar impurezas do ar, absorve o formaldeído, xileno e benzeno. É uma planta benéfica para ter na sala de estar ou pendurada, pois as folhas crescem para baixo, em cascata. É legal também deixá-la na garagem, por causa do escapamento do carro (formaldeído). CUIDADO: é venenosa e deve ser mantida longe de crianças pequenas e animais de estimação.

Opções não faltam, e além de decorar a casa com diversos tipos de planta, você garante mais saúde para sua família.

 

Via: Follow The Colours